Floripa Square Gallery traz o mundo do NFT para mais perto do público

Primeira exposição outdoor de Criptoarte 3D do mundo reúne nove artistas renomados internacionalmente 

Com a era digital, o conceito de arte também tem mudado e ganhado novos espaços. O NFT, um ativo em formato digital, é um dos grandes exemplos dessa mudança e chega para dar uma virada no mundo da arte em geral. Uma obra digital com certificado NFT, garante a autenticidade da obra, comprovada por blockchain, livro de registro virtual e inviolável, a mesma tecnologia das criptomoedas. Com isso, a arte passa a ser única, insubstituível, não podendo ser replicada ou alterada.  

É uma transformação no mundo da arte digital. Antes da criptoarte, sempre foi uma grande dificuldade vender uma obra da maneira tradicional, como o mercado da área trabalha. Um NFT, sigla que significa token não fungíveis (únicos), dá aos seus detentores propriedades sobre o item original, isso quer dizer que, mesmo que outra pessoa tenha a obra, somente quem tem o certificado único tem a original. 

Da mesma maneira que abre novas oportunidades para os artistas expandirem o seu trabalho, o NFT veio para democratizar as obras digitais e permitir uma nova forma das pessoas terem acesso à arte. Já se fala até que é o futuro das coleções de belas artes. 

Awakening, obra do artista digitail EDMX no maior painel de LED em rooftop da América Latina

NFT ao alcance do público de Florianópolis e do mundo, através do Floripa Square Gallery  

Pela primeira vez os moradores e visitantes de Florianópolis tem a oportunidade de apreciar na cidade, uma exposição de arte digital em 3D ao ar livre. O Floripa Square trouxe para a capital de Santa Catarina a ‘Breaking The Fourth Wall’ que é a Primeira Exposição Outdoor de CriptoArte 3D do mundo. A mostra tem curadoria da Rise New York & Partners, uma boutique de propaganda fundada em 2017 na cidade de Nova York por três brasileiros que juntos somam mais de 120 prêmios internacionais, incluindo 22 leões em Cannes. 

Nove artistas de renome internacional participam da mostra na Megatela de 350m2, a 50 metros de altura, num prédio junto a Avenida Beira-mar Continental. As obras digitais podem ser vistas diariamente de vários ângulos de Floripa. O grande diferencial de uma exposição física é que no Floripa Square Galley, o público pode interagir com cada arte através de um QR Code exibido na tela. Basta apontar a câmera do celular para ter mais informações sobre a obra e o artista, e inclusive ter acesso a plataforma que comercializa a arte: a MarkersPlace, uma das mais importantes de NFT do mundo. 

Comprando as obras através da plataforma, o comprador tem total segurança em relação à autenticidade da obra. A MarkersPlace garante a exclusividade por meio de um processo criterioso de verificação da identidade dos artistas. 

Invisible Blue, obra do artista digital Edson Pavoni na megatela do Floripa Square

Exposição do Floripa Square chama atenção do mundo do NFT 

Especialmente ante a impressionante repercussão local e nas mídias sociais, a ‘Breaking The Fourth Wall’ tem chamado atenção do mundo do NFT e depois da exposição confirmar quatro nomes, André Holzmeister, curador da exposição, Rodrigo Rodrigues (Rod Rod), Flávio Montiel e Rafael do Nascimento, mais cinco entraram para o renomado grupo de artistas digitais.  

Nadiia Forkosh é uma artista ‘figital’ (NFT&CANVAS) e tem com o principal conceito trazer a ideia da imagem a diversas dimensões: Canvas no mundo físico e NFT no mundo digital, daí que surgiu o termo figital.  A artista trabalha com plataformas de NFT e também com a Galeria THEARX, em Londres, onde ocorre sua exibição pessoal, Phygital art (NFT&CANVAS).  

Com apenas quatro anos de experiência, Vinícius Lavor, já participou de grandes projetos para clientes como Microsoft, Nike, Motorola. Natural do Amazonas, é um artista multidisciplinar focado em filmes 3D e comerciais para produtos high end e marcas. Suas habilidades abrangem várias disciplinas como design, animação e criação.  

Já Edson Pavoni é artista e tecnologista brasileiro especializado em criar instalações usando novas tecnologias. Seus trabalhos já foram exibidos em instituições como o Ludwig Museum of Contemporary Art em Budapeste, o Museu do Design e da Moda em Lisboa, as Semanas de Arte e Design de Pequim e Dubai e outras instalações e exposições temporárias e permanentes em cidades como Lisboa, Pequim, Dubai, Budapeste, Rio de Janeiro e São Paulo. 

A primeira exposição do Floripa Square Gallery também conta com a obra do único artista sul-americano a figurar no livro Street Art in time of Corona 2020 da Graffittobooks. Henrique EDMX Montanari, é mestre em Belas Artes (USP), com pós-graduação no Canadá em Animação Digital 3D. Já trabalhou para diversos estúdios entre Brasil, Inglaterra e Estados Unidos e recebeu vários prêmios internacionais.  

Outro artista renomado é Uno de Oliveira, um dos precursores da Criptoarte no Brasil. Trabalha com computação gráfica há mais de 15 anos e tem obras expostas e vendidas nas principais plataformas internacionais de NFT, como a Makersplace, onde o   artista é curador. Um dos projetos de maior destaque foi o “Tropicalfuturism” em parceria com o músico e ator André Abujamra, o primeiro nome da música no Brasil a aplicar os conceitos do sistema NFT em sua produção. Uno já trabalhou na TV Globo por 14 anos, passando por inúmeros cargos e funções e atualmente trabalha como Creative Director na Lightfarm Studios, no Rio de Janeiro.  

O NFT das obras digitais pode ser adquirido pela plataforma que é direcionada através do site do Floripa Square. Acesse: www.floripasquare.com.br/square-gallery/  

Assine nossa newsletter e fique por dentro
das nossas novidades:

Nossa equipe comercial

entrará em contato com você

Preencha abaixo para efetuar download

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.